google-site-verification: google0770c78d736c3179.html

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Histórias, parlendas...


A Onça e o Saci
Pedro Bandeira

Dona Onça decidiu, isso eu conto porque vi, que era hora de pegar o danado do Saci.
Acordou logo cedinho e, coçando seu pescoço, pôs açúcar bem no fundo de um escuro e velho poço. "O Saci gosta de doce...", pensou ela a sorrir. "Vai pular aqui pra dentro e não vai poder sair!" O Saci ouviu tudinho e, como era bem sabido, foi falar para as abelhas do açúcar escondido. Vejam só, minhas amigas, tem açúcar pra sobrar no fundo do velho poço e é só ir lá pegar! Foram pro poço as abelhas e o Saci ficou de lado, agachado, a berrar e a gritar, esgoelado!
-Ai, socorro, quem me acode? Daqui não posso sair! Esse poço é muito fundo e eu não consigo subir! Era o que a Onça esperava! Deu um salto pra pegar o danado do Saci, que não podia escapar! Só que, no fundo do poço, ao verem aquela invasão, as abelhas não gostaram e pregaram-lhe o ferrão! -Ai, ai, ai!- berrava a Onça.- O Saci virou abelha! E o danado esá picando meu nariz e minha orelha! -Sacizinho, tenha pena! Eu daqui quero fugir! Pare de me maltratar e vire logo um saci! -É bem feito!- respondeu o Saci aliviado. -Quem queria me caçar acabou sendo caçado!
Gostaram? Agora que tal criar um recurso pra essa história! Mãos à obra!

Um comentário:

  1. a parleda eu gostei pedro bandeira tem muita criatividade.

    ResponderExcluir